Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Fim de quarta-feira de sexo e orgasmos intensos, Unip e mais sexo delicioso!

Eis que nesta linda tarde recebi o mineiro fabuloso do "suco de laranja", lembram? O que bebeu muito suco e a porra estava gostosíssima?! Ficamos uma hora e meia juntos! Ele se despiu, me despiu, me tocou, mas eu estava precisando chupar aquele pau gostoso! Pau que entala na minha garganta e me faz gozar! Fiz isso e após um 69 super orgástico ele gozou na minha boca! Depois tomei uma ducha e seguimos conversando! Depois de um tempo colocamos a camisinha, cavalguei sobre ele, depois ele atolou no meu cuzinho, depois tirou o preservativo, chupei mais a delicia e, após, meteu mais na minha boceta até fazer eu chupar e engolir sua porra deliciosa todinha! Mais tarde fui à UNIP participar de uma aula formidável no curso de Serviço Social! Ganhei flores lindas (só quem me segue nas redes verá, haja vista a ausência do notebook). A noite, após a aula fui encontrar a um, então, novíssimo cliente do Goiás! Abriu um vinho, conversarmos, tomei uma ducha, afinal estava há horas vestida! Jamais me permito não estar cheirosíssima! Depois conversamos bebericando e ele veio me chupar e fazer gozar em squirt na sua boca gostosa. Pedi para comer meu cu e ele atolou em mim! Na hora de gozar tirou o preservativo e jorrou porra de pé na cama em minha boquinha. Seguimos conversando e depois ele me chupou todinha, comeu minha bocetinha, fiquei sobre ele e, ao fim, gozou na minha cara e boca! Um gozo tão delicioso quanto o primeiro que só me fez querer mais e mais. Voltei q banhar-me, chamei o Uber e vim para casa, realizada! Mais feliz do que o Aécio Neves após receber propina! Resta-me descansar a beleza que a genética me deu, pois amanhã o dia será lindo! Beijos de luz! (Foto do presente da turma de Assistentes Sociais no Instagram e Face!).

69 perfeito, anal intenso e gozada na boca no início da tarde de quarta-feira com um belo e novo cliente!

Boa tarde quarta-feira linda! Estava eu lamentando os percalços com meu notebook, posto que não me recordo das senhas de incontáveis recursos, quando, após conversar ao telefone com meu pai que está em Sorriso/MT arrumando o caminhão e buscando trabalho, resolvi dormir para descansar a alma. Neste ínterim, um homem muito bem articulado e com uma bela voz me liga. Disse que já estava na Asa Norte. Pedi-lhe, em que pese a simpatia que tive pela sua forma de abordagem, que me chamasse no WhatsApp para ver sua foto, haja vista que a aparência agradável é um dos meus requisitos atuais. Chamou-me, achei-lhe sexy e charmoso. Tomei um banho rápido, vesti um vestido sem colocar calcinha e em menos de 20 minutos ele, que é assoberbado, chegou. Tão bonito quanto na foto, alto, forte, charmoso! Chegou no meu quarto, deixou suas coisas sobre o frigobar e beijou-me calorosamente. Passava a mão no meu bumbum, cuzinho e boceta. Abri o vestido e fiquei nua. Ele beijou meus seios e eu passava a mão nele. Senti um volume robusto na calça! Logo ele se despiu e fizemos um 69. Gozei muito na cara dele, fiz squirts, inclusive e o engoli inteiro! Ele me segurava, pois se não gozaria. Eu já estava toda gozada então ele colocou o preservativo e comeu meu cuzinho de quatro, mas logo quis de frente para beijar-me! Gozei dois jatos que o molhou, logo ele gozou. Deitamos um pouco e ele foi tomar uma ducha. Conversamos um pouco neste tempo, após tomamos uma água e o tesão eclodiu novamente! Desta vez ele veio sobre mim, colocou o preservativo e comeu minha boceta, meteu em mim de quatro e quase ia gozar, mas eu queria sentir seu gosto em minha boca. Mudamos de posição, ele veio sobre mim e quando ia gozar tirou a camisinha e jorrou gostoso na minha boca, engoli tudinho e adorei! Tornou a tomar outra ducha, conversamos um pouco sobre a miserabilidade moral do brasileiro e, a seguir, ele foi. Leve e feliz! Eu tomei uma ducha e deitei, mais tarde tenho um delicioso mineiro para atender! Beijos de luz gente linda!   

terça-feira, 25 de abril de 2017

Duas horas deliciosas repletas de múltiplos orgasmos com um cliente que me fode com força: da masturbação ao (perfeito) anal! Uma foda de derreter gozando! (A-d-o-r-o!).

Boa noite povo magnífico! Ainda sem notebook, cheguei agora de um encontro bombástico com um cliente que eu não via há meses, haja vista que suas últimas vindas à Brasília foram "bate e volta"! Ficamos duas horas deliciosas juntos! Cheguei ao hotel em torno de 21h30min como combinamos. Ele estava de camiseta e cueca, banho tomado me aguardando! Mal cheguei e fui surpreendida por um beijo que me deixou completamente arrepiada. Tirei meu vestido e fiquei só de calcinha e salto. Ele me beijava, me masturbava e eu gozava. Quando ele tocou meu cuzinho e enfiou os dedos no fundo da minha boceta tive um orgasmo vaginal que escorreu pelas minhas pernas. Fomos em direção à cama, deitei-me e ele caiu de boca chupando minha boceta e me masturbando com força me fazendo ter vários squirts, um seguido do outro. Procurei seu pau grosso e gostoso para abocanhar, nisso ele tinha levado meu gozo ao meu cu e estava atolando os dedos nele e vendo em jorrar pela boceta. Várias vezes sentou com o pau na minha boca tocando fundo na minha garganta, o que me deixava ainda mais louca de tesão. Depois de quase uma hora, demos um intervalo. Eu estava lavada de gozo e sujeirinhas afins fruto da intensidade com que ele metia os dedos em mim em todas as cavidades para me ver gozar. Na boca só metia o pau. Igualmente fundo. Tomei uma ducha, ele abriu um vinho e foi banhar-se. Me presenteou com um café importado e chocolate com damasco. Ficamos conversando um bom tempo sobre diversos assuntos! Um melhor que o outro, posto sua inteligência. Degustamos o vinho e, após um tempo, ele veio me beijar, me masturbar e me chupar. E eu a ele. Todavia, estava ávida de senti-lo no meu rabo. Ele foi até minha bolsa, trouxe-à para mim, chupei-o mais e dei o preservativo para ele meter no meu cu! Virei de quatro e fui rebolando até atolar aquela delicia de membro no meu cuzinho. E ele foi metendo e eu explodindo gozo, ele metia os dedos na minha boceta, mas eram com as atoladas no cu que eu jorrava! Sentou na minha bunda, me fez perder as forças jorrando gozo e, então, tirou a camisinha e deu aquele pau delicioso para eu chupar. Chupei até me deliciar, enfiei-o na minha garganta e ele comeu minha boca como se boceta fosse! Acabou gozando nela, um pouco no meu rosto mas eu engoli cada deliciosa gotinha! Nossa! Quanto prazer! Após, tomei uma ducha, guardei meus presentes e contabilizamos as horas. Foram duas horas de pura sacanagem e pudor zero! Vim de Uber para casa, passei meus hidratantes para pele e agora irei dormir vez que amanhã às 10h30min tenho limpeza de pele para fazer e, após, depilação e mercado com mamãe! As 16h tenho um cliente gostosíssimo, a noite uma "semi palestra" sobre assuntos polêmicos de nossa sociedade hipócrita para alunos de Serviço Social na UNIP e, após, um novo cliente goiano! Eita semana linda! Beijos de luz! 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Segundona que termina bem e terça-feira que começou com orgasmos intensos e insanos!

Boa madrugada gente linda! Minha terça-feira iniciou com chave de ouro! Quase meia noite dirigi-me a um hotel aguardar a um cliente esquerdista e sensacional! Fiquei no bar enquanto ele terminava uma reunião. Pedi um Kin Royal e não tardou para ele chegar. Tal qual na foto, elegantíssimo, sorriso lindo e honesto, um lindo homem. Conversamos um pouco e logo mostrei-lhe fotos dos gatos, ele dos filhos, conversamos sobre nossos pontos em comum e antes de subirmos ao quarto ele me beijou! Me comeu com a língua e lábios. No quarto ele me deu trufas da Kopenhaguen de presente e veio me beijando! Tirei o vestido, ele me beijou inteira e, ainda com a cueca roçava em mim, me beijava e terminei gozando! Gozando muito, molhando-o inteiro e, não dentro de mim, mas sentindo o meu gozo naquela loucura de beijos extasiantes ele gozou. Ficamos boquiabertos com aquela explosão de excitação. Após ele foi tomar uma ducha e eu peguei mais uma água para tomar. A seguir fui banhar-me, voltei atacando-lhe com beijos e um sexo oral desatinado! Chupei-o inteiro, sentindo cada parte íntima dele ferver na minha língua e ele se contorcer de tesão com aquele delicioso pau duro. Após, colocamos a camisinha e eu sentei nele, gozando muito! Depois ele meteu em mim de quatro, já um tanto exausto. Voltei a chupar cada pedacinho dele! Após ele veio por cima de mim e meteu fundo! Nossa, que delicia! Ambos gozamos em êxtase! Tomei uma ducha, ele também e abri minhas trufas para repormos a glicose. Ele brincou dizendo-me que não "aguentaria" uma noite comigo. Risos... Pela química aferida, garanto que aguentaria. Desmaiaria no final, junto comigo, quiçá! Chamei o Uber, após e logo cheguei em casa. Em torno de 3 horas da manhã! Realizada. No início da noite fui contatada por um homem charmoso e elegante que está em Brasília a trabalho, ele havia recém chegado. Infelizmente da última vez que veio não compatibilizamos as agendas! Hoje deu! Vesti-me e fui ao seu encontro! Homem charmoso, bonito, encorpado! O beijo sensacional e o oral foi tão fabuloso que fiz squirt na cara dele! Após ele começou a me masturbar com "perícia médica". Fazendo-me eu gozar a ponto de voar pelas minhas coxas! Nisso eu o chupei até ele gozar na minha boca! Nos beijamos, ele acarinhou minha pele, elogiou meu cheiro e logo estava eu com aquele pau grande na minha boca outra vez! Ele me chupou mais! Colocamos o preservativo, subi sobre ele e molhei-o todo gozando, quando pedi para ele me comer de costas (meter no meu cu)! Meu cuzinho já tava gozando dos squirts que o molharam, logo ele atolou aquela pica em mim e logo jorrei gozo na cama! E ele foi metendo, mais forte e mais delicado, fazendo eu ter muitos orgasmos! Até que gozou gostoso no meu cuzinho. Tomei um banho antes de vir pra casa, conversamos um pouco e logo vim descansar um pouco para esperar o cliente que desde domingo eu sabia que estaria disponível para me ver. Enfim, está segunda foi estupenda! Agora devo dormir, pois são 03h40min e minha beleza não se manterá sozinha! Durmo realizada por ser uma acompanhante empoderada que não dá voz nem vez para machos sem classe, fineza, educação e misóginos, além de nunca na minha vida me colocar em situação de "caça a macho" como se vê na recepção do Meliã e alguns bares-prostíbulos da cidade! Arre, mulheres: amem-se! Sejam mais do que um pedaço de carne desesperado por dinheiro e se oferecendo "baratamente" pra homem "alto" no teor alcoólico. Sejam mais! Bora descansar, porque minha beleza não se mantém sozinha! Beijos de luz! 

Duas horas e meia de derreter gozando e suando para começar bem a semana!

Boa tarde gente magnífica! Foi feio o estrago do meu notebook! Acho que retirarei o HD e providenciarei na compra de um novo! Afff! Preguiça enorme de gastar com isso, mas ele também é um dos meus objetos de trabalho, além do cérebro e do corpo! Então, haverei de resignar-me e, até lá, sigo escrevendo do celular! Bem, hoje o dia que parecia ser preguiçoso foi agitado por um cliente gostosíssimo que há alguns meses estava "evadido", por motivos de viagens profissionais e, claro, casamento e outras dificuldades afins. Ele estava saudoso! Chegou às 12h e saiu as 14h30min! Derretemos, alagamos meus lençóis recém colocados! Enfim, transamos de todas as formas e posições! Ele gozou 4 vezes: sendo uma na minha boca, duas no meu rosto, uma nos meus seios e outras na camisinha no meu cu. O que eu adoro, sobretudo quando ele esfrega a porra nos meus mamilos e bochechas ou quando faz eu mostrar que estou com a boca farta ao engolir! Ele realmente estava tarado por mim! Chegou e beijou-me inteira, chupou-me até sentir eu gozar várias vezes naquela boca carnuda e gostosa! Depois fui afoita chupa-lo, ele quis um 69 e após eu gozar de escorrer na boca dele ele jorrou na minha! Engoli com gosto e depois beijei-o! Conversamos um pouco, ele teceu elogios a minha pele, cor, cheiro e beleza e depois colocou-me de costas já ereto novamente! Alcancei-lhe a camisinha e ele meteu na minha bocetinha com força! Me fez gozar muito! Dai ele disse que queria gozar nos meus seios, virei-me, ele tirou o preservativo e jorrou em mim! Depois esfregou e deu a mão suja para eu lamber (ele sabe que adoro isso). A seguir eu fui tomar uma ducha e voltar cheirosa novamente, pois conheço a libido do gostosão! Voltei, tomamos uma água, tornamos a nos beijar ardentemente e ele voltou a me chupar! Depois de eu fazer um squirt e descer o gozo para o meu cuzinho ele pediu a camisinha e meteu direto nele! Gozei, gozei, gozei muito e, após, ele gozou quase com um "uivo"! Uau que foda! Ficamos felizes e nas nuvens dando risada e conversando! Ele me convidou para tomar uma ducha com ele e eu fui! No banheiro, logo ele estava excitado de novo! Me ajoelhei e chupei ele até quase gozar, depois pedi para ele ajudar e gozar na minha cara! O que, depois de tanto sexo intenso, ele fez! Foi um início de semana fodastico! Antes de ir fez a TED das duas horas e meia que ficamos e foi feliz da vida, prometendo-me "fidelidade" e retorno em breve! Aguardaremos! Beijos de luz! 

sábado, 22 de abril de 2017

Duas magníficas horas cheias de gozo e alegria!

Bom dia! (Escrevo do celular, vez que meu note ainda não voltou!)... Eis que fui contatada por um pretenso cliente brasiliense que há praticamente 6 meses vem acompanhando este site, todavia, apenas agora conseguiu tempo para desfrutar da minha companhia. Aliás, sobre isso, um parêntese: não é a primeira vez que ouço. É incrível como o ser humano dedica-se ao máximo ao trabalho (que às vezes nem gosta), em prol do dinheiro e acaba não tendo tempo para usufruí-lo. Perde-se vida, enquanto tenta-se ganhá-la. Alguns prazeres são impagáveis, dentre eles incluo horas da minha companhia, do meu humor, da minha inteligência e taradice incontida. O valor destes momentos são impagáveis, o preço é colocado, porque está é a forma com que eu me sustento na vida. Há um preço, mas não se estima o valor de, num mundo tão fútil, cheio de pessoas andando na linha da hipocrisia, do banal e do intelectualmente simplório, poder usufruir de uma companhia autêntica. Enfim, voltando ao novo cliente! Marcou duas horas comigo no meu apartamento para me conhecer melhor. Chegou pontualmente e surpreendendo: mais bonito do que na foto, alto e forte. Simpático, lindo sorriso! Conversamos um pouco frente aos meus gatos na sala, antes de virmos ao meu quarto. Ele estava tenso, mas me adorou! Achou-me mais bonita pessoalmente. No quarto, beijei-o ainda de pé. Ele agarrou minha cintura, beijou-me com certa paixão! Senti ele excitado e fui me excitando mais, ele achou o zíper do meu vestido e abriu. O vestido caiu, então ele me colocou deitada na cama, ajoelhou-se na beirada e me chupou! Gozei, gozei inúmeras vezes! Após ele me colocou de quatro e lambia meu cu, enquanto masturbava minha boceta. Fiz alguns squirts e ele fez questão de lamber a mão gozada. Depois de um tempo me fazendo gozar eu o chupei! Ele estava morrendo de tesão e terminou por gozar na minha boca! Gozou muito! Após, deitamos e ficamos conversando, rimos muito, ele me abraçou, me tocou e voltou a me beijar! Correspondi em intensidade e já estava excitada de novo! Ele me chupou mais e dessa vez fui sobre ele num tradicional 69. Assim ficamos até ele tocar no meu cuzinho e me fazer gozar até pedir pra ele comê-lo. Alcancei-lhe a camisinha e ele meteu na minha boceta. Gemeu forte quando apertei-o dentro de mim! Gozei até meu cu estar molhadinho, virei de costas e pedi pra ele meter. Me comeu deliciosamente gostoso, fez eu lavar os lençóis no anal até que gozou me pegando de quatro! Foi uma delicia! O encontro foi fenomenal. Após tomamos um banho juntos e em seguida ele voltou para a sua realidade, enquanto eu continuei na minha! Um bom resto de final de semana a todos!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Síntese da mini, porém orgástica semana (ainda sem notebook)!

Eis que apenas hoje tive um parecer acerca do meu notebook! E nada de orçamento, ainda! Resolvi porém, contar-lhes um pouco da minha semana, ainda que do celular, o que prejudica configuração do texto e etc.. Bem, segunda-feira no início da tarde um homem charmoso e educado me chamou no WhatsApp. Pediu se eu estaria disponível às 23h30min, disse-lhe que sim, porém não para recebê-lo no meu apartamento, apenas em hotel. Ele pediu o número da minha conta, fez uma transferência do valor de duas horas e, após pedir referências de hotéis (reside em Brasília, portanto não conhece os mesmos), fez a reserva num deles. À noite, no horário combinado cheguei lá! Ele me elogiou, dizendo que as fotos não me fazem jus, pois sou mais bonita pessoalmente (concordo... risos...). Sentei-me com ele, ele me contou que leu uma das matérias a meu respeito e, posteriormente, entrou no meu site e blog, tendo gostado muito do que leu. Resolveu "investir" para ter momentos divertidos nos mais variados aspectos. Um homem autêntico, além de jovem e bonito. Separado, sem filhos e extremamente interessante. Após o primeiro beijo ainda no sofá da suíte, eclodiu um tesão enorme. Ele tirou meu vestido e calcinha, colocou-me sentada, abriu minhas pernas e me chupou muito. Gozei incontáveis vezes na boca dele. Gozei muito! Chamava-o para me beijar e eu sentir meu gosto na boca gostosa dele e ele tornava a me chupar. Eu ainda estava de sandália. Fomos para o quarto, ele tirou minha sandália eu o beijava e acarinhava, até que resolvi chupa-lo. Uma delicia! A empolgação dele, o desejo me manteve excitada a ponto de quase gozar com o pau dele na minha garganta! Após um tempo, pedi para ele me comer. Colocou a camisinha e comeu minha boceta de quatro. Gozei mais e depois ele gozou, tirou o preservativo, mas continuamos entre beijos e toques. Ele tornou a me chupar e me fazer gozar, após colocou-me de costas e além de tocar minha boceta lambia meu cuzinho. Depois colocou os dedos nele, me deixando em êxtase. Logo eu quis chupa-lo mais. E mais. E mais! Passado algum tempo conversamos muito! Foi ótimo! Terça não trabalhei, descansei vez que minha tia viajou cedo e eu cheguei tardar das magníficas duas horas de segunda-feira! Ontem à noite fui a um hotel passar uma deliciosa hora com um delicioso novo cliente de fora, cuja narração do encontro dispensou, em que pese tenha sido excelente.  Hoje possivelmente teríamos um segundo encontro, mas o trabalho dele não permitiu. Passei a tarde "felinando". Agora vou assistir a filmes e fazer nada, haja vista que mais um feriado chega! Beijos de luz! 

terça-feira, 18 de abril de 2017

NOTEBOOK QUEBRADO. (Volto em breve!).

Prezados, minha semana começou sensacional, com um lord adorável e de altíssimo nível. Todavia, meu notebook está com problemas e eu com conjuntivite, logo, não consigo escrever os relatos pelo celular. Peço-lhes paciência que em breve insiro-os aqui. Beijos de luz!

sábado, 15 de abril de 2017

Síntese do meu feriado "santo"!

Boa noite gente linda!
Eis que desde o "santificado" almoço de quinta-feira, encontro-me praticamente monástica: dedicada a leituras, escrita e cozinha. Sexo, zero!
Fiz uma releitura do bacalhau à portuguesa para o almoço de ontem. Acompanhado de um bom vinho!
Recebi alguns telefonemas e uns contatos estranhos!
Um eu bloqueei sem responder, pois o sujeito tinha um galináceo na foto do perfil do Whatsapp! 
Acima a abordagem esdrúxula, (pois no meu site existem várias fotos minhas, além das do anúncio do Belas 61) e abaixo um close da ave:

Outro não sabia conjugar verbo com sujeito, falou "meu amor" e repetiu "meu anjo" até me dar vontade de ser chamada de "demônio":

Enfim, foi melhor economizar o corpinho no feriadão!

Aliás, estou de camisola e óculos trabalhando na construção de um trabalho! Sim, em plena noite de sábado. (Ah, primeiramente #foraTemer).

Já que pela Reforma da Previdência terei que trabalhar até morrer para me aposentar, não custa nada ser previdente e dar vazão à novos-velhos-planos, não é mesmo!?

Eis-me assim:
Sem maquiagem, sem filtro, sem nada de adorno a exceção do meu colar Carpe Diem Jóias.

Bem, agora vou largar a escrita e apelar para a leitura para "chamar" o sono! Sono dos justos-que não gozaram no feriado, mas pelo menos pedalei diariamente para não perder o pique! 
Começarei a semana a mil!
Feliz Páscoa!
Beijos de luz!

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Factorings e Igrejas. (Crônica de 2006 para o feriadão!).

Factorings e Igrejas

Um amigo me disse que esta surpreso com a quantidade de factorings que inauguraram recentemente na cidade, além de financeiras e "afins". Eu, por outro lado, há tempos venho me surpreendendo com a quantidade de "igrejas", templos e, até mesmo, religiões que surgiram, além, obviamente do maior número de fiéis que as procuram.
Sem dúvida o dinheiro é uma necessidade, principalmente nos dias de hoje em que o supérfluo vem se tornando necessário, e as dívidas, consequentemente, se avultam de forma que recorrer a empréstimos de dinheiro é um "elixir" para um mal de causas confusas, porém não ilógicas.
Na realidade, me preocupo muito menos com o aumento do número de factorings e financeiras do que com o aumento do número de igrejas, religiões e crentes. O que mais me faz lastimar no mundo, na verdade, não é o excesso de fé em alguém ou algo (em alguma religião, por exemplo), mas a falta de fé do homem em si mesmo, a falta de racionalidade humana e, sua consequente capacidade vã de acreditar sem questionar.
Fico estarrecida em ver como o ser humano pode crer sem refletir "sobre" o que lhe é dito, sobre antinomias históricas e sobre aquelas encontradas nas pregações dos "superiores religiosos". O que mais me aterroriza não é ver o governo roubando, a caterva no Congresso (eleita pelo povo), mas é constatar que a sociedade “acredita” demais no intangível.
Acredita nas falácias dos governantes, dos padres, dos pastores, dos "pais-de-santo", daqueles, pois que apregoam saber e conhecer mais, que pregam, que dizem o "agradável" para conquistar sua confiança, sua subordinação, para manter a tendência social-cultural de cultivo a letal "ausência de confiança do ser humano em si mesmo". Afinal, uma pessoa que não precisa dizer “graças a Deus” frente a cada conquista sua, se liberta!
Lastimo as poucas vezes em que fui à missa e vi as pessoas com um olhar vazio de quem acredita mais no padre ou no papa do que em si mesmas. Radical? Pode ser que eu seja um pouco. Racional? Sim, e muito. Fé? Muita, em mim e em algo “superior” que habita dentro de mim (e de todos os indivíduos) e na natureza.
Não preciso de mestres, não preciso confessar pecados, até porque não creio neles. Chamo-lhes de falhas, de erros "demasiado humanos" (usando parte do título de uma obra de Nietzsche), que acabam por me ensinar algo válido. Vivo como uma espécie de “teísta herege”: não rezo "Creio em Deus Pai", porque nele eu até posso crer, mas duvido muito da "Santa Igreja Católica" (Santa? Que santa?).
Na realidade, duvido de qualquer religião ou pessoa que não mostre ao ser humano quão forte ele é e que não lhe diga: "Antes de creres em algo, creias em ti, antes de amar a alguém ou a algum Deus, ame a ti mesmo, antes de desejares respeito, respeites, antes de conheceres algo, conheças a ti mesmo e não deixes que ninguém te mande ou doutrine. Ame a ti e a vida, que estarás sendo grato a Deus, sem cantorias, sem exaltação, pois ser feliz é a melhor oração que podes dedicar a um ser superior e, respeitar a quem te cercas, é a maior prova de amor à divindade que habita em cada ser humano”.
Se todo individuo acreditasse em si mesmo, estudasse História, questionasse, fosse livre mentalmente e, via de consequência, liberto de dogmas e de ensinamentos inúteis que serviram para domesticar o seu cérebro, certamente representaria "perigo”: pensar é perigoso, questionar é uma afronta ao Governo, às igrejas, aos padres, aos pastores e demais "mestres". Ou melhor, àqueles assim denominados, porque o cidadão não vê que a sua mente deveria ser seu único guia e a busca pelo conhecimento, a leitura e o estudo seu melhor e mais rico caminho. (E que venha a fogueira!).

Cláudia de Marchi

Passo Fundo/RS, 18 de abril de 2006.

Quinta-feira de um encontro fabulosamente divertido e "puro"!

Boa noite gente linda!
Eis que nesta quinta-feira tive um encontro diferente!
O cliente, um jovem homem bem sucedido e muito bonito, contratou-me para acompanhá-lo em um almoço.
Pagou-me duas horas antecipadamente via TED e, no horário marcado, fui até o elegante local. Ele deixou-me claro que não queria sexo, não neste encontro.
Elegante e perfumada, cheguei ao local pontualmente.
Pessoalmente, achei-o ainda mais bonito. E ele a mim. 
Conversamos muito, tomamos duas garrafas de um excelente vinho californiano e lá ficamos sem vermos o tempo passar. 
Ele me fez muitas perguntas sobre minha vida e, como quem me conhece sabe bem, não tenho nenhum receio em falar dela. Minha vida é um livro aberto, (quase literalmente). 
Com incontáveis gostos em comum, de rock clássico a bossa nova, cinema argentino, literatura e gosto por filosofia e psicanálise, além do vinho, sempre um bom entusiasta (...Risos...), as duas horas pareceram 2 minutos. 
Após, ele seguiu para o aeroporto, vez que passará o feriado fora e, de Uber, deixou-me em casa.
Mais tarde, após dormir por umas duas horas, fui ao Pão de Açúcar com minhas companheiras (mami e tia) comprar algumas coisinhas, além de vinho e bacalhau que farei amanha! (Publico foto, se ficar esteticamente atraente o prato!).
Beijos de luz!

Sobre o meu aniversário, amor e maturidade!

Pessoas lindas, eis-me aqui!

Na data de ontem comemorei meu aniversário ao lado de quem eu amo e me ama: minha mãe, minha tia Jocelia que veio de Passo Fundo, Zeus e Pequeno Bolota. 

Infelizmente as outras tias, assim como pai e maninha não puderam vir.

Ao longo do meu dia só recebi contatos especulativos e um bem tosco, logo, segui minha intuição e, novamente, me dei folga.

À noite alguns queriam minha companhia, mas eu já tinha planejado fazer o salmão com ervas finas que minha mamãe adora, assim como brindar e colocar a conversa em dia com a tia Jo (uma das minhas segundas mães: tenho 3! Ela e mais outras duas tias, irmãs da mami!) que desde janeiro, em BC/SC eu não via!

Foi um dia especial, apesar de ter começado meio tragicômico, pois minha mãe disse logo cedo que "preciso" engordar! Chato isso, afinal de contas eu como, que culpa tenho eu se pedalar ajudou a tonificar os músculos, mas secou o corpo!? E quem disse que eu quero engordar? Meu corpo, minhas regras, meu gosto!

Ora essa! Dica para mães e pais: não pressionem seus filhos a emagrecerem ou engordarem se eles se amam como são, não sejam "cobradores estéticos", isso é desagradável e este sempre foi o único ponto de divergência entre mamãe e eu. 

Desde sempre eu digo-lhe que ela deveria ter sido mãe de "miss". Quando eu tinha 30 anos, não tinha uma celulite no corpo até que, certo dia, na praia, ela achou uma! Fez um escândalo! Parece cômico, né!? Mas, a cobrança de perfeição estética aliada a obrigação que todo único filho se impõe de ser "o melhor em tudo" não é nada fácil e um pingo se torna uma tempestade. 

Hoje, mais madura, não brigo, apenas digo que isso não é legal e ela se desculpa. Nada como a maturidade!

Coloco algumas fotos aqui!

Abaixo eu acarinhando o dengoso mor da casa: Pequeno Bolota! Tem paixão por colo.

 Começando a noite com meu drink favorito: Spritz.
 Felineando!
 Foto com as lindas semi jóias da Carpe Diem Jóias de Araxá/MG e eu de cara limpa: estou impulsionando as mulheres a investir em cremes (cosméticos) e não em "reboco" (maquiagem) para a pele do rosto, em que pese eu não abra mão de um batom e rímel!
 Brinde a aniversariante e seus mil e um planos!
 Meu prato: tomate e salmão!
Eis que, feliz e contente, findei o dia 12/04!
Me sentindo amada e, sobretudo, me amando!
Beijos de luz!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Feminista cansada e o resumo do meu dia de aniversário de 1 ano como cortesã!

Ok! Ok! Ok! (Como diria algum apresentador de algum programa que minha mãe já assistiu!).
Prepara que lá vem textão!
(...)
Em que pese eu tenha passado o dia quietinha, desde ontem sem falar da apresentadora fascista que não merece a minha defesa, do puxão de orelha do chefe “politiqueiro” e costumeiramente machista e do porto-alegrense que reside na capital nacional do agronegócio (Sorriso, de onde sai há um ano), onde faz sucesso como cirurgião plástico e, ontem, foi expulso do tal de BBB.
Ou seja, apesar dos meus posts sobre a minha total ausência de compaixão com a neo fascista Sherazade, escrevi ainda ontem que caráter e decência não são questões de gênero. E não são! Em minha opinião o Sílvio falou o que pensou, e em que pese seja um cidadão de regra machista e reacionário, não o foi naquela ocasião. Ele foi politiqueiro, quiçá! Mas, sincero.
Disse o que todo dono de emissora deveria dizer para quem opina ao invés de simplesmente dar a notícia. E, ao final, incluiu o misógino insipido do Gentili junto com a Sheranazi.
Bem, isso foi ontem.
Hoje, 11/04/2017 faz um ano que comecei na carreira de cortesã. Muito bem sucedida e feliz, por sinal.
Se eu trabalhei hoje? Não. Primeiro, porque estava um pouco indisposta, segundo, porque só recebi contatos toscos, sendo um deles de uma pessoa que, no mínimo, deveria contar com 95 anos e estava respirando por aparelhos.
Não “curto” homem com mais de 60 anos. Há de mostrar foto e ser excelente para eu agendar um encontro, casos em que abro exceção.
Posteriormente, outro ser de voz “idosa”, me liga:
- Olá, boa tarde! Qual o valor do cachê?
-Olá! No anúncio de onde tiraste este celular tem. É R$ 650,00 a hora.
- E dá para fazer uma espanhola e eu g**** nos seus s****?
- Dá, desde que pague o valor da hora, mas para isso precisa me chamar no Whatsapp e mostrar-me o rosto.
- Ah, tô sem “zap”.
- Ok, não atendo.
- Pena...
(Desliguei).
Mais tarde, início da noite, um cidadão da região de Goiânia me manda foto da cabeça de seu órgão sexual dizendo que gostaria de “coloca-lo” em mim. Vejam:

(...)
- “Cláudia, cê tá bêbada? Começou falando de BBB e Sherazade e caiu neste assunto, não tô entendendo!”.
Não, baby, não estou embriagada e nem ingeri nada alcoólico desde sábado. “Embriagadinha” de Aperol Spritz e espumante quiçá eu fique amanha, quando comemorarei meu aniversário transbordando alegria juntamente com mamãe, tia Jocelia (que chega hoje) e um amigo querido!
Eu cheguei até aqui para dizer uma coisa: eu sou, infelizmente, uma feminista cansada!
Cansada do exagero de algumas, do maniqueísmo, da falta de bom senso e da falta de senso critico sobre a nossa postura perpetuando o machismo. Cansada de quem se diz feminista e “não puta”, mas só transa com cara endinheirado, cansada de quem se diz feminista, mas é contra a legalização do aborto, cansada de quem se diz feminista, mas empunha a Bíblia ignorando o machismo existente em incontáveis partes da mesma, cansada de quem se diz feminista, mas critica a conduta sexual alheia, cansada de quem se diz feminista e quer colocar preço no corpo de mulher que nem conhece, cansada de quem se diz feminista e só coloca a culpa na outra mulher, cansada de quem se diz feminista e quer engravidar para manter relacionamento com macho escroto, cansada de quem se diz feminista e não estuda, não sabe o que é violência psicológica e etc. E etc., de novo!
E na minha profissão atual verifico isso com frequência. Aliás, sempre verifiquei em face de cada assédio moral e sexual que já sofri ao longo de 18 anos envolta com o Direito.
Só que agora isso é mais “vivo” pra mim, quiçá pela vivência e aprendizado com ela advindo! A falta de empoderamento das mulheres, de imposição de respeito, esteja elas onde estiverem me afeta. Sofro desrespeito, porque os machos acham que eu “sou mais uma” e, portanto, pelo dinheiro a ser pago, devo “topar” qualquer parada! Ah, ledo engano senhores bípedes circunstanciais que assim pensam!
Sábado teve um malandro fazendo de tudo para eu ir a um motel sendo que ele não tinha foto no Whatsapp.
Por que razão alguém não tem foto em tal aplicativo ou no celular? É bandido ou “celebridade”? Eu acredito na primeira opção. Fosse “celebridade”, por mais ignorante que seja, poderia ter um assessor jurídico para dizer que eu não divulgaria fotos, porque romperia com a ética da minha carreira e eu viria a perder clientes e, consequentemente, dinheiro.
Moral da história: não defenderei a Sherazade. Não defendo fascista que vê moleque espancado e diz “tá com pena, leva pra casa”. Também não defendo o Sílvio, sequer dou audiência para a emissora dele. Não defendo a Emily, mas também não defendo o Marcos. Raramente dou audiência para a Rede Globo, por sinal!
A guria pode ser “meio desequilibrada” e etc., como quem defende o médico insiste em dizer, mas o homem de quase 40 anos ali era ele e como tal deveria ter agido. Ela, jovem na faixa dos “inte”, se tivesse a minha maturidade, certamente o mandaria colocar o “dedo em riste” (que, segundo mamãe, ele tanto colocou na cara dela), no c* na primeira vez. Na primeira briga.
As mulheres precisam agir e reagir!
Estou cansada de receber ligações, contatos no Whatsapp e afins com tratamento medíocre, pechincha e ofertas desrespeitosas, porque, certamente, tem mulheres que aceitam! Tem mulheres que não impõe respeito quando ele não lhes é dado como deve!
Não importa a sua profissão, a sua idade, a sua cultura, mulheres, por favor: se amem! Se empoderem! Se imponham perante o macharedo sem fineza e classe que lhes “aparece”! Simples. Do contrário, eles continuarão se sentindo donos da razão. E não são! São só misóginos, covardes, sem respeito e provavelmente broxas.
(Pronto, agora me sinto aliviada...).
Mais: registro uma mensagem gostosa de um homem igualmente gostoso com quem estive semana passada:

Coisas viciantes: crack, cocaína, heroína, ecstasy, café, Coca-Cola, chocolate, Cláudia... (O "C" domina a "parada"!). Brincadeiras à parte: hoje, no meu aniversário profissional, este elogio resume o meu talento! Tim-Tim!
Beijos de luz!

LIVROS, LIVROS, LIVROS!

Chegou, na véspera do meu aniversário, metade dos livrinhos que andei comprando! Ai, ai, ai, isso é AMR, o resto é treta! Não basta meramente trabalhar "com" algo, é preciso estudar e conhecer o máximo possível sobre o assunto❣

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Segunda-feira com sexo ás 8:00 para começar bem a semana do meu aniversário!

Boa noite gente linda!
Ontem à noite um cliente que estava viajando para fora do País a trabalho marcou comigo para hoje ás 8 horas.
Eu havia cominado de ir com minha mãe ao Carrefour do Boulevard fazer compras às 10h e me depilar, logo, acabei acordando cedo, tomando um café com creme de leite e atendendo o rapaz após um delicioso banho!

Jovem, ele sempre tem muito medo de ser visto nas redondezas da minha vizinhança por algum conhecido da família e etc...Risos...
Mas, ele é ótimo!
Beijou-me apaixonadamente, me chupou, me fez gozar, depois eu chupei ele e, antes de gozar na minha boca ele disse que queria meter na minha bocetinha de quatro "para apreciar a visão". A visão, agradável que eu sei que é, terminou fazendo-o gozar em quatro "enfiadas"! Sorte que tive um orgasmo vaginal!...
Risos...
Ele se desculpou, mas eu compreendi! Ele estava há tempos sem me ver e morrendo de tesão, vez que acompanha o diário, me chupa, engulo todo o pau dele (que é grosso!) e depois me come de quatro? Era impossível o bonitão não se entregar!
A seguir conversamos muito, sobretudo sobre minha fama internacional, pois ele esteve em Londres e me viu em 3 jornais! Muito legal!
Depois ele foi tomar uma ducha e eu segui para meu afazeres estéticos e compras, afinal amanha uma tia chega para passar a semana do meu aniversário (12/04) conosco! Estou realizada! 
Sobre eu de quatro, uma imagem conhecida por muitos:

Beijos de luz!

Sobre “13 Reasons Why”.

Sobre “13 Reasons Why”.
Se teve algo útil que a “fama” que angariei há quase um ano trouxe para mim (pasmem!) foi a possibilidade de ser ouvida e de auxiliar inúmeras mulheres: desde a quebra de paradigmas, à necessidade de empoderamento e imposição de respeito perante machistas e misóginos fantasiados de “bons partidos”, até o conhecimento do feminismo e do quão importante a liberdade anímica é para a sua felicidade! 
Sendo “ouvida”, as crônicas do “Apenas Ideias: desabafos e terapia pelas palavras”, meu blog que está na rede desde 2007 passaram a ser procuradas, além dos tutoriais existentes no claudiademarchi.com.br, o que vem contribuindo positivamente para muitas irmãs de todas as “querências” e ofícios. 
É de conhecimento de todos os meus amigos íntimos que não uso o Facebook ou Instagram para exibir o que não sou ou ostentar “felicidade” quando não estou feliz. Sou transparente aqui na vida real e na virtual que, para mim, nada mais é do que a “real” na expressão escrita. O que muito me agrada, posto meu amor pelas letras!
Eis que ontem terminei de assistir a “13 Reasons Why” e conclui que precisamos falar sobre suicídio. Sim, precisamos! E sobre momentos ruins, crises existenciais, frustrações e inúmeros espinhos oriundos do convívio em sociedade que, devagar, porém frequentemente, nos fazem sangrar a alma. 
Algumas pessoas, como eu, de alma sensível e forte empatia, sempre esperam o mesmo do mundo: doçura, lealdade, empatia e compaixão. Mas, seguidamente a gente não encontra, costumeiramente vemos traição de confiança, amargor, egocentrismo e egoísmo. Existem fases em que, por mais que tentamos fazer de tudo para que “tudo” dê certo, nada dá! Sim, são fases, mas nem sempre temos alguém para nos abraçar, impulsionar e dizer: “Isso vai passar!”.
E os nossos pais? Neste ponto só eles não valem tanto, apesar do dialogo ser sempre essencial. Como eu, Hannah era única filha e, como a maioria das “únicas”, carrega consigo a obrigação de “dar orgulho”, de “não ser um fardo”, “um incomodo”. Aliás, esta vontade de fazer com que nossa família se orgulhe da gente é derivada da vaidade, algo tolo do qual a maturidade nos afasta, afinal, quem nos ama (familiares) deve rejubilar-se pela nossa felicidade e não porque estamos andando na linha que eles “riscaram” para nós. 
Enfim, conto-lhes uma história:
Em 2012 eu cheguei ao ápice do desgosto com a vida. Com o ser humano. Comigo. Com tudo. Procurei terapia e meu psiquiatra dizia (acertadamente) que eu estava passando por uma fase ruim (fase está que começou com o tortuoso, traumático e duro fim de um relacionamento abusivo ao final de 2010), mas que a medicação me ajudaria a passar por ela com mais “qualidade de vida”. Estava afastada da advocacia na minha cidade, pois morei fora quando casada. Retornando para Passo Fundo, fui trabalhar num escritório: ganhava uma ninharia, teve assédio, depois mudei de trabalho e tive uma colega que, de outras formas, me magoava. 
E os romances? Como sempre, os homens que conheci “caiam” na mesma intensidade que eu sempre “transpirei” e logo entabulávamos um relacionamento sério. Eu não estava bem comigo mesma, logo sumia. Sentia-me sozinha com eles e preferia a minha própria companhia. Não sentia a sua empatia, não me sentia compreendida e obter piedade nunca foi algo que eu quisesse (nunca será!).
Por conta das dores emocionais minha dor física na lombar (oriundas da discopatia degenerativa que tenho desde os 22 anos) era lancinante e não passava nem com Tramal e Codeína. Aquela sensação terrivelmente dolorosa de inutilidade era um reflexo da minha dor interior.
Em tudo o que fiz na vida eu dei o meu melhor e, na pele e na raça, porém não sem pesar, aprendi que meritocracia (“se dedique que você conseguirá tudo o que quiser”) existe no mundo juntamente com unicórnios cor de rosa. Você tenta, diariamente, você tenta! Estuda, ousa, mas se depara com o machismo, com o menosprezo (“Afinal, você é filha de quem?"), assédio de patrão, gente narcisista e cheia de “ego”, chefe ignorante e sem poder de liderança, mas com "boa lábia” e muita "astúcia" (para não falar desonestidade) menosprezando a sua inteligência. 
Enfim, teve um dia, ou melhor, existiram vários dias em que a vida me exauriu. Em que do ser humano só tive decepção. “Amiga” fofoqueira, quiçá invejosa. Outras extremamente autocentradas em suas vidinhas “quase perfeitas”. No fundo, a gente nasce só e vive assim, mas aprende, com a maturidade a ser feliz em solitude. Todavia a Hannah não viveu muito tempo para aprender isso! Ninguém ouviu seus pedidos de socorro para auxiliarem-na a passar pela fase ruim em que estava. 
Na minha vida eu encontrei muito mais do que 13 razões para desistir. E elas surgiram após o segundo grau, após a faculdade, após sucesso no exame da OAB (nos idos de 2005), após pós-graduação e etc., mas as razões surgiram. 
Eis que, em meio a tratamento para colocar o sono em dia e dar aquele “up” na serotonina, ciente que estava o médico de que era uma fase e ela passaria, ou seja, era mera tristeza, não depressão numa madrugada em que remédio algum me fazia dormir eu quebrei uma taça de cristal, cortei meu braço, tentei de todas as formas cortar meus pulsos, mas o cristal não “ajudava” e a coragem se foi, logo pensei: “Para minha mãe não sofrer tanto, vou engolir este cristal picado, vai rasgar meus órgãos internos e morrerei de hemorragia interna!” (Não entendo nada de Medicina).
Pois bem, piquei o cristal e, com certo desconforto engoli uma taça de vinho tinto grande! A dor dos cortes nos braços me fez dormir. Acordei no outro dia para ir ao trabalho que eu odiava. Eu estava (naquele momento pensei: infelizmente, viva!). Nada de anormal ocorreu. No trabalho, apesar da blusa de manga longa os cortes foram vistos e minha, então chefe, resolveu que eu deveria falar com minha mãe, que, até então, não sabia de nada.
Então fomos ao médico e veio à frase: “Cláudia, você precisa descansar. O mundo aqui fora não está lhe ajudando. É meu dever lhe internar, você está representando um perigo a si mesma.” Eis que, na mesma tarde, na ala particular do hospital psiquiátrico da cidade, cheguei. Sem telefone, notebook, nada. Uma espécie de prisão com horário pra tudo.
Conheci pessoas muito doentes, para evitar contato eu não descia tomar sol, mas malhava. Lia, bastante e conversava com quem não tinha nenhum distúrbio realmente incapacitante. Foram 20 dias de internação. Recebendo visitas diárias. Coincidentemente até meu pai- na época muitíssimo ausente- esteve por aquelas “bandas” e foi visitar a filha (que já se achava um “desgosto”) no hospital psiquiátrico. Senti-me péssima, mas a serenidade dele me animou.
Porque eu estou contando isso, agora? 
Porque se nós não nascemos mulheres, mas nos tornamos, como disse Simone de Beauvoir, fato é que não nascemos fortes, empoderadas, sapientes, emocionalmente inabaláveis, não nascemos “preparadas” para os revesses e para as constantes decepções que o mundo nos apresenta. Não nascemos preparadas para cruzar com as mais de “13 razões” para desistir que a vida pode nos oferecer. A gente se constrói, se cria, se faz, se supera e, ainda, se recria, se reinventa e segue adiante!
Então, você aí, adolescente ou não, homem ou mulher, gay ou hetero, trans ou travesti, dona de casa ou empresária, pobre ou rico, não se sinta só nesta vontade de sumir que às vezes lhe “bate”, saiba que você precisa operar mudanças na sua vida, agir, mudar-se, ousar, procurar um terapeuta e, aos poucos, reerguer-se porque, por mais cruel, estupida, vil e egocêntrica que seja a humanidade haverá sempre um brilho especial na vida! E este brilho será você, após se autoconhecer e superar os seus percalços! Todos, a exceção da morte, são superáveis! 
Acredite: você vai brilhar muito a ponto de sambar na cara de todas as “incontáveis razões porque” que esta vida, nem sempre boa, às vezes cruel e frustrante, irá lhe apresentar. Ou melhor, retifico: a vida é boa, a natureza é linda! Cruel, egoísta e frustrante é o ser humano, mas com a maturidade você vai aprender a manter-se longe da maioria destes seres, seguida e injustamente, denominados de “racionais”, mas incapazes de se colocar no lugar do outro. A raça humana falhou, isso é um fato! É impossível ter um pingo de sensibilidade e não se irresignar frente ao que vemos e ouvimos diariamente. Todavia, com o tempo você vai distinguir solitude de solidão e, então, não existirão razões para desistir de nada, apenas do convívio com quem não lhe faz bem, ainda que você cerque-se apenas de felinos!
Cláudia de Marchi
Brasília/DF, 10 de abril de 2017.

sábado, 8 de abril de 2017

Sábado de muitos orgasmos com um lindo e gostoso mineiro!

Boa noite gente!
Eis que passei quase duas horas com um encantador mineiro que me encontrou na internet quando fazia uma pesquisa sobre "mudança de vida" no Google (algo assim).
Moreno, alto, bonito, sensual, educado, simpático e inteligente! Desde o primeiro contato via Whats já mostrou-se empolgado e decidido.
Chegou no meu apartamento no horário combinado, muitíssimo bem vestido. O beijo foi bombástico! Assim como todos os carinhos. 
Ele estava com o pau muito duro logo após os primeiros beijos, pediu-me para fazê-lo gozar, pois daí ele teria mais tempo até a segunda gozada para me satisfazer.
Cai de boca no seu belo pau e entre uma enfiada mais profunda na garganta e outra ele gostou! Fiquei surpresa com o gosto especialmente bom do esperma dele! Num momento posterior a este ele me falou que tomou bastante suco de laranja para hidratar-se, lembrei-me do que um casal homoafetivo com o qual fiz amizade em Balneário Camboriú me contou num papo "sacanagem gostosa" ao término do Café Filosófico: existem alimentos que melhoram o gosto do que já é bom!
Não sei se o suco de laranja ajuda, mas que estava gostoso, estava! 
Após, ele me masturbou e me fez gozar muito, logo passei a acariciá-lo e ele estava "pronto" de novo! Veio sobre mim, comeu minha boceta e sentia eu apertando-a. 
Gozei muitas vezes! Virei de costas e ele viu que não estava tão duro para comer meu cuzinho. Então, peguei água para ambos e em seguida recomeçamos. 
Virei de costas e depois de quatro na beirada da cama! Gozei com aquele pau no meu cu até molhar o chão. 
Depois mudamos de camisinha e ele comeu minha boceta de quatro... muito prazer! Sexo regado a deliciosos beijos! Após eu fui sobre ele, gozei muito e ele acabou gozando!
Segundo ele foi muito mais rápido do que de costume a sua segunda gozada! Transamos com as luzes acessas! Realmente, quero este cliente sempre que vier para Brasília! 
Agora vou descansar!
Beijos de luz!

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Quinta-feira: de um novo cliente ao repeteco com o gostoso do fim da quarta!

Boa tarde pessoal gostoso!
Eis que a vida começou a fluir em mim apenas agora, basicamente no meio da tarde de sexta!
Ontem à tarde recebi um cliente coroa, mas muito charmoso, bonito e educado. Conversamos um pouco e ele me contou que recentemente cauterizou uma feridinha no pênis, logo, até o sexo oral eu fiz com camisinha. 
Confesso que detesto chupar com preservativo, mas o motivo era saúde, logo, prevenção nunca é demais! Aprendi, porém que, por precaução devo comprar para ter em casa aqueles preservativos com sabores, assim não fica tão ruim o gosto quando for necessário usar camisinha no oral. 
Ele me masturbou e gozamos no anal após ele colocar a camisinha e eu chupá-lo. Ficamos deitados um pouco, ele passando a mão no meu corpo, logo colocou uma camisinha e chupei-o de novo. Ele quis gozar nos meus seios, então num dado momento tirou o preservativo e eu acariciava o pau dele com minhas mãos e seios. Em seguida ele gozou neles.
Foi um encontro feliz, disse-me ele que me achou mais jovem e bonita pessoalmente. Fiquei lisonjeada, em que pese e modéstia (bem) à parte, eu concorde! Sou a favor de gastar com cosméticos e vitaminas para a pele a gastar com maquiagem, até porque, uma pele bem cuidada, dispensa make. E eu nem sei me maquiar, verdade seja dita! Risos...
Mais tarde, tornei ao hotel em que fui atender ao delicioso e último cliente de quarta-feira à noite! O gostosão quis repetir as doses de prazer!
Incrível como o segundo encontro ou a segunda hora de um encontro mais longo é muito melhor que o primeiro contato, digo, transa!
Cheguei lá e ele me recebeu já nu. Nos entregamos a beijos intensos, tirei minha saia e blusa e fiquei de lingerie. Ele caiu de boca em mim de uma forma tão intensa que até squirts eu fiz! Ele engolia e chupava tudo, mas eu sentia escorrer meu gozo ao meu cuzinho.
Depois de incontáveis gozadas naquela linda boca eu fui chupá-lo! Enfiava seu pau na minha garganta e olhava para os olhos dele quando acariciava a cabeça do pau dele com a língua. Não tardou e ele gozou na minha boquinha! Encheu ela de porra e viu eu engolir com prazer.
Ficamos conversando mais um pouco, aliás gostei muito de conversar com ele. A seguir ele tornou a me chupar, me fez gozar litros de novo e ficar louca de tesão!
Virou-me de costas, lambeu meu cuzinho e eu pedi para ele me comer de quatro. Enfiou o pau no meu cu e me fez molhar os lençóis gozando. Foi sensacional!!!
Tomei um banho e fui jantar! Acho que o vinho ou a comida não caíram bem: passei uma noite de rainha. No trono do meu banheiro. E continuo no meu "reinado", para dizer pouco.
Tinha um cliente carioca que ficaria comigo das 16 às 20 horas, todavia, tive que desmarcar. Tenho que me resguardar e cuidar da saúde para não estragar a semana que logo se inicia e, diga-se de passagem, é do meu aniversário! (Iuuuuupppiiiiiiiiiiii!!!).
Bem, vou assistir algo na televisão já que estou "de molho"!
Beijos de luz gente linda!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Quarta-feira de muitos orgasmos e 100% de alegria!

Boa noite ilustres e lindos leitores!
Hoje o dia foi surpreendentemente agitado!
Cedinho, no início da tarde atendi a um seguidor das redes sociais que veio de Goiânia para passar uma hora comigo! Lindo, querido, fofo, culto, um amor!
Já chegou me beijando gostosa e carinhosamente, apresentei-lhe Zeus e Pequeno Bolota que estavam dormindo (para variar). Chegando ao meu quarto nos beijamos acaloradamente.
Pedi para ele colocar sua bela camisa no cabide para não correr o risco de meu perfume ficar nela, após ele veio me beijar, tirou a calça e ajudou-me a tirar o vestido. 
Chupou-meus dedos, lambeu minhas pernas, chupou minha boceta e começou a fazer-me gozar desta forma. Após, eu o chupei. Como eu estava de quatro na cama ele pediu que eu continuasse nesta posição, levantou-se e veio atrás de mim lamber meu cuzinho.
Tornamos a nos beijar, peguei a camisinha, ajudei a coloca-la e cavalguei sobre ele, beijando-o e gozado. Após ele veio sobre mim e colocou-me na beirada da cama comendo minha boceta, pedi para ele me pegar de costas e ele colocou o pau no meu cuzinho... Gozei e em seguida ele tirou a camisinha para eu chupá-lo mais, até gozar na minha boca!
Na sequencia conversamos mais, demos risadas e aprofundamos alguns assuntos. Foi muito delicioso e divertido! Adorei!
Mais tarde recebi um adorável ex-colega, solteiro que estava muito tenso com o encontro, vez que nunca teve contato com uma cortesã. Conforme vínhamos conversando, dialogamos sobre vários assuntos, rimos muito, para, então ele tirar o terno, pedir para tomar uma ducha e vir.
Já havíamos nos beijado! Ele saiu do banho, beijou-me e me chupou por muito, muito tempo! Depois eu o chupei e ele requisitou um 69. Gozei muito na boca dele!
Após, peguei a camisinha e ele veio sobre mim! Gozei e, após ele também gozou.
Eu estava atrasada para encontrar uma conhecida e ir ao dentista, mas consegui.
Mais á noite fui a um hotel encontrar um novo e belo cliente de fora da cidade. Cheguei lá ele estava com a toalha na cintura. Simpático, cor linda, sorriso idem!
Tomei um pouco de água e o beijei. Ele passou a mão em todo o meu corpo, ao me colocar deitada viu que eu estava sem calcinha (o vestido "longuete" permite)! Caiu de boca em mim!
Tirei o vestido, chupei-o e ele queria me chupar mais e mais! Lambeu meu cuzinho, me deixou louca de tanto gozar e com tesão. 
Pedi para ele me comer, colocou a camisinha e, sobre mim de frente, meteu direto no meu cu! Delirei e a seguir ele gozou!
Ficamos deitados e conversando sobre vários assuntos interessantes! 
Depois de um tempo subi nele e tornei a beijá-lo, logo o chupei até engoli-lo inteiro! Ele também quis e então fizemos um 69! Alcancei-lhe a camisinha, ele colocou e eu sentei naquele pau até gozar, depois pedi para ele me comer de quatro, gozei e ele em seguida.
Fui tomar uma ducha, ele também e, em seguida, chamei o Uber para vir descansar em casa, depois da última hora, totalmente sem energia! 
Que todos tenham tido uma quarta tão boa quanto a minha!
Beijos de luz!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Terça-feira que termina muito bem aproveitada!

Boa noite gente!
Tudo transcorria lentamente no meu dia, tal como foi ontem, apenas com contatos esdrúxulos, até um cliente me contatar e vir me visitar ao fim da tarde!
Ficou comigo 1h30min e trouxe uma espumante para conversarmos e tomarmos! Assim como ele estava com tesão, estava afoito para conversar comigo e "ouvir minhas ideias" sobre o mundo e a vida!
Eu já havia separado as taças, viemos ao meu quarto e colocamos a espumante no frigobar! Nisso ele me pegou forte pelo bumbum que estava contra ele, colocou-me de quatro na cama, afastou minha calcinha e me chupou da boceta ao cu sem parar!
Depois me masturbou e me fez gozar em seus dedos, depois deu-lhes para eu chupar, pois sabe que eu gosto do meu gosto adocicado.
Fui chupá-lo e ele disse que não aguentaria e queria muito comer meu cuzinho desta vez! Eu estava com ele todo melado de gozar e ele esfregar o gozo da minha boceta nele.
Tirei a calcinha e o resto do vestido enquanto o beijava e alcançava o preservativo falei no ouvido dele: "Enfia todo esse pau no meu cu, agora!" Obedientemente ele o fez!
Meteu devagar e mais forte, logo gozei de jorrar! A seguir ele também gozou! Foi uma transa intensa e deliciosa!
Após ficamos uma hora conversando, dando risada e nos divertindo! Foi muito bom!
Bem, agora seguirei com meu trabalho literário! Beijos de luz!

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Macho: não coloque rivalidade onde inexiste competição!

Macho: não coloque rivalidade onde inexiste competição!

Macho: não coloque rivalidade onde inexiste competição!

Atenção ao que eu vou lhe explicar: o que você vê neste print aí acima não é um homem hetero "defendendo" a moral das garotas de programa e mulheres mais "baratas" do que eu. Não é um "ativista" ou algo assim. É um playboy machista que não compreende o que lê e que, no fundo, acha que no meu trabalho não deve haver distinção de atitude, profissionalismo e valor. É um chato falocentrico.

Todos que me conhecem sabem da distinção que faço entre prostituta, acompanhante de luxo e garota de programa. Não se pode, tendo em vista a seletividade e a postura que cada uma ousa tomar, colocar a moça que trabalha para alimentar o filho, a que faz sexo somente pelo dinheiro na mesma "caixa" da mulher que não tá nem aí pra político e que não atende analfabeto funcional ainda que ele deseje a sua companhia por horas!

As pessoas precisam aprender que o meu preço e autovalorização não ofende ninguém, vez que há público para "todas" as plateias. Eu tive coragem de colocar minha cara a tapa e o meu nome nos maiores jornais do mundo. Sim, do mundo! Eu cobro R$ 650,00 a hora e qualquer pessoa racional vê que quantidade não é um interesse para mim ou eu cobraria R$ 250,00 como inúmeras!

Vem até mim quem sabe que a grana é só um plus e que não tem medo de ser rejeitado, mas também tem culhões em não estar pagando um valor ínfimo para quem trabalha por mera necessidade e não necessariamente pelo seu prazer. Falar que site tal é ruim, que existe diferença de postura entre profissionais não é "feio", não é falta de solidariedade, é apenas constatar o óbvio!

Mas, o machista metido a "defensor das minorias" se "revolta" contra quem? Vai ao WhatsApp "alugar" quem? Quem deu a cara à tapa e provavelmente cobra mais do que ele pode ou acha "justo" pagar. Azar o dele, baby! Se lesse (e compreendesse) alguns dos meus tutoriais antes de me "mandar" pergunta pseudo rebuscada, não passaria vergonha. Eis um homem machista-ignorante querendo ver rivalidade onde não há sequer competição! (Tutoriais em www.claudiademarchi.com.br- link “Tutoriais e Crônicas”).

Não vislumbro racionalidade alguma no ser humano que se “ofende” com as opções de vida alheias, da sexualidade ao preço colocado na sua companhia, pois, repito: acompanhante é aquela que faz companhia e isso vai muito além do sexo, mas não são todos os cérebros que compreendem este fato, lamentavelmente!

Não vejo inteligência no crente que se ofende com o ateísmo alheio, no ateu que se ofende com o credo alheio, na freira que se ofende com a putice alheia, na puta que se magoa com o pudor alheio, no hetero que se ofende com a homossexualidade, na mulher casada que se ofende com as solteiras e livres, nas solteiras que se ofendem com as donas de casa, na não feminista que se ofende com as feministas e etc..

A menos que o outro me ataque diretamente com palavras, atos ou imposições a sua existência será irrelevante para mim, até porque estou muito ocupada no "deboísmo" de cuidar da minha própria vida! Mas, infelizmente o que mais vejo são criaturas “ofendidas” com o que não lhes diz respeito e, não à toa, é chamado de "alheio"! Tem gente que precisa ganhar um felino para ter 7 vidas a mais para cuidar, já que somente a sua não lhe basta. Que vida de merda essas pessoas devem ter!

Cláudia de Marchi


Brasília/DF, 03 de abril de 2017.

domingo, 2 de abril de 2017

Domingo gostoso (em todos os aspectos)! Vide fotos.

Boa noite gente linda e saudável psíquica e sexualmente!
Hoje eu dormi muito, pedalei, assisti filmes e, agora ao fim da tarde fui contatada por um cidadão desabonado que encontrou meu perfil num site em que eu NÃO anúncio!
Aliás, tal site tem perfis de mulheres nada empoderadas!
Vejamos:
Vejam o "drama": você está assistindo a um filme e é chamada no WhatsApp por alguém que achou seu anúncio no tal de "Photo Acompanhantes". 
Anúncio este no qual consta seu nome como "Steffani", errando o que era o sobrenome da Simone, seu codinome que não "durou" 60 dias! Vejam os preços e imaginem que enquanto eu atendo um cidadão por dia (máximo 2) esse "povo" precisa atender 5 ou 6! 
Deu pra imaginar a diferença de trato, cultura e postura de cada uma, bem como as diferenças de classe entre seus clientes? Então! Se, inserirem-me num site baixo nível deste não é delito (e delírio!) eu não sei mais o que é! Aviso aos navegantes: eu não anúncio neste lixo de site! Obrigada. (Meu anúncio está neste link: https://belas61.com.br/acompanhantes-em-brasilia/claudia-de-marchi/).
Bem, fato é que acabei de passar duas horinhas doces com um cliente que vinha com muita assiduidade.
Por tratar-se de um domingo ele trouxe um belo vinho da Califórnia que degustamos entre conversas filosóficas e literárias e muitos, muitos risos!
Após eu resolvi atacá-lo vorazmente!
Caí de boca naquele corpo incrível até fazê-lo gozar na minha boca!
Gozou tanto que cheguei a crer que ele estava em abstinência desde nosso último encontro! A seguir beijei-lhe a boca de forma tal que nem Chico Buarque poderia descrever!
Ele logo se empolgou e caiu de boca em mim também!
Gozei muito, muito, muito em seus lábios até que não resisti e pedi para ele comer meu cu.
Ele, cavalheirescamente meteu na minha até sentir eu jorrar e, então, me virou de costas, lambeu meu cuzinho e meteu gostoso, sentando em mim!
Depois me colocou de quatro e eu lavei o chão do meu próprio quarto como a tempos não fazia!
Uau! Que delícia! Eis que, a seguir, de frente e erguendo minhas pernas ele gozou! Apesar do preservativo deu pra sentir algo "enchendo" em mim!
Foi uma tarde magnífica! Um domingo delicioso!
Agora vou terminar meu filme e assistir outro, enquanto minha pele reluz de alegria e eu usufruo de um belíssimo vinho!

Beijos de luz e boa semana à todos!